domingo, 9 de agosto de 2009

AMOR E SEU TEMPO....




Amor é privilégio de maduros
Estendidos na mais estreita cama,
Que se torna a mais larga e mais revolva,
Roçando, em cada poro, o céu do corpo.


É isto, amor: o ganho não imprevisto,
O prêmio subterrâneo e coruscante,
Leitura de relâmpago cifrado,
Que, decifrado, nada mais existe


Valendo a pena o preço do terrestre,
Salvo o minuto de ouro no relógio
Minúsculo, vibrando no crepúsculo.


Amor é o que se aprende no limite,
Depois de se arquivar toda a ciência
Herdada, ouvida. Amor começa tarde.


(Carlos Drummond de Andrade )



4 comentários:

Angela Guedes disse...

Oi Sonhadora!!!
Passei para te desejar uma ótima semana e deixar um beijinho!
Ângela

Alvaro Oliveira disse...

Olá SONHADORA

Lindo soneto do amor e seu tempo.
Na verdade amiga, o amor começa tarde, pois só de maduros começamos a compreender verdadeiramente o sentido do amor.

Um beijo

Alvaro

Maria disse...

"Carlos Drummond", não conhecia, mas algum tempo duas amigas minhas virtuais, publicaram em seus blogs textos dele,com elas aprendi a amar o que ele escreve, e hoje ao visitá-la encontre mais um poema dele, lindo...
Bom fim de semana para você
Com muito amor.
:)) Doce carinho
M.M.G.

Andresa disse...

Oi.... Obrigada pela visita....sempre será bem vinda...
Lindo poema de amor que tocas o caração....

Um grande abraço
Andresa Araujo