sexta-feira, 13 de março de 2009

ESTE INFERNO DE AMAR...


Este inferno de amar - como eu amo!-
Quem mo pôs n'alma... quem foi?
Esta chama que alenta e consome,
Que é a vida - e que a vida destrói
Como é que se veio a atear,
Quando - ai quando se há de ela apagar?


Eu não sei, não me lembra: o passado,
A outra vida que dantes vivi
Era um sonho talvez... - foi um sonho
Em que paz tão serana a dromi!
Oh! que doce era aquele sonhar...
Quem me veio, ai de mim! desperatar?



Só me lembra que um dia formoso
Eu passei... dava o Sol tanta luz!
E os meus olhos, que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ela? eu que fiz? - Não no sei;
Mas nessa hora a viver comecei...



(Almeida Garrett)

Sonh@dor@.

7 comentários:

meus instantes e momentos disse...

belissimo blog, foi bom vir aqui.
Tenha um feliz final de semana.
maurizio

Isa disse...

Lindo poema de Garrett.
Este poeta já saíu do Programa do 12ºano.Aliás todos os do 1º Romantismo.Tive pena.Amo-os mesmo!
Sabes, eu sou muito alegre,brincalhona mesmo.Um dia numa aula reparei q.um ou outro aluno ñ estava com atenção.
Saíu-me esta: O quê,estou a falar dos meus amantes e vocês ñ ligam?
Silêncio na sala.Olhares de espanto.
A stôra ouviu o q. disse?
Claro. Amantes = aqueles q. amam...
Beijoo.
isa.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la pra vc.

Fim de semana de luz.

beijooo.

janeca disse...

Olá Amiga,Lindo poema de Garrett!

Tens um mimo para ti.

Bjinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

FELIZ DIA DO BLOGUEIRO".

beijooo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho "Premio da Amizade" la pra vc.

beijooo.

janeca disse...

Olá Amiga!
Tens um Selinho "Carmim" para ti,no Ponto de Perola...

Bjocas